sábado, 7 de agosto de 2010

LENTES USADAS NA CORREÇÃO DOS DEFEITOS DE VISÃO

Anti–Reflexo : sua finalidade é filtrar a luz branca. As lentes comuns filtram até 91% da luz, com o tratamento anti-reflexo a filtragem é de 99%. Elimina o cansaço visual, as lentes ficam mais resistentes aos arranhões e impactos, diminuem os anéis nas bordas das lentes negativas e a parte estética da lente positiva fica quase imperceptível.Armações panorâmicas dão um estilo a mais e são forte tendência da atualidade, mas devem ser escolhidas com cautela, pois dependendo da ametropia e da dioptria do cliente, podem não surtir o resultado desejado.

Anti–UV : nem todo tipo de luz pode ser percebido pelos olhos humanos, apenas as compreendidas entre 400 e 790 nanômetros. A luz ultravioleta é invisível e encontra-se na faixa entre 220 a 400 nanômetros, assim como a infravermelha, que está acima de 790 nanômetros.

A proteção 100% UV filtra os raios solares até 400 nanômetros, além de aumentar a transparência das lentes. Este tipo de tratamento tem coloração ligeiramente âmbar.

Blue block : os tratamentos Blueblock FB 500 e FB 550 absorvem os raios UV-B e UV-A e todo espectro azul. Preventivo indicado para portadores de catarata, distrofia corneana, degeneração macular e retinose pigmentária.

Vídeo filter : recomendado para usuários de computador. Tem 100% de proteção ultravioleta, suaviza a luz das telas, absorve os reflexos, elimina as ondas eletromagnéticas, reduz o cansaço visual e a sonolência. Tem coloração levemente azulada.

ARMAÇÕES PANORÂMICAS OU CURVADAS



As armações panorâmicas (ou curvadas) são aquelas do tipo que seguem o contorno do rosto. Hoje ganharam tamanho maior, para garantir que a moda seja totalmente compatível com o estilo “saudável de ser” da atualidade. O aumento do tamanho das armações não é apenas um mimo oriundo dos modismos que vão e vêm. A moda agora é a busca por uma vida mais saudável. A nova tendência promete permanecer por muito tempo – e há quem jure que veio para ficar. Ok, vamos confessar que não necessariamente é uma questão apenas de saúde ou prevenção de doenças.

Os óculos panorâmicos atuais funcionam realmente como máscaras, impedindo a passagem de luz solar e conseqüentemente protegendo as pálpebras dos nocivos raios Ultra-violeta, tanto pelo próprio tamanho da armação quanto pela proteção UV que existe na maioria das lentes de óculos de griffe. Resultado: prevenção de rugas e de doenças da pálpebra e dos olhos. Salve-salve idolatrada moda. O público feminino agradece – e adere – deliciosamente a esta moda.


Para quem não tem problemas de visão não há contra-indicações, pois as lentes são planas, restando ao usuário apenas prestar atenção na qualidade do produto comprado, escolher o modelo mais adequado para seu tipo de rosto e estilo e pronto: sucesso total.

Curvatura




O maior problema em óculos panorâmicos está na curvatura acentuada das armações. E ele pode ser verificado tanto para dioptrias (graus) negativas quanto positivas.


Como regra geral pode-se considerar a seguinte frase:


Quanto maior a dioptria e a curvatura, menores são as chances de obtermos óculos panorâmicos com uma boa acuidade visual.


Lentes positivas


Quanto maior a dioptria do usuário, mais altas são as bases. Numa primeira análise, pode parecer que não existem grandes preocupações, já que a curvatura da lente acompanha o contorno da armação. No entanto, existem dois pontos que devem ser analisados.


Se o usuário tiver um alto grau positivo, as lentes terão espessura nasal grossa. Além de esteticamente não atenderem às expectativas do cliente, podem causar desconforto pelo peso das lentes. E como a tendência atual pede óculos panorâmicos cada vez maiores, o peso é ainda maior.

 
Lentes negativas


Quanto maior a dioptria, mais baixas serão as bases externas. Dependendo do grau do usuário, é necessário confeccionar lentes com curvaturas fora de padrão para garantir uma montagem segura ou então abrir as hastes da armação.


Em qualquer uma das opções escolhidas, o usuário corre sério risco de ficar insatisfeito com o serviço: primeiro pode perder qualidade visual, segundo pode ficar insatisfeito com o resultado estético em função do ajuste da armação não corresponder àquele que foi visto na loja, já que os óculos perdem sua curvatura original, chegando às vezes a ficarem deformados.


Armações em acetato: cuidado redobrado


Para armações de acetato pode surgir mais uma dificuldade relacionada à montagem de óculos em altas dioptrias: o batente, localizado na parte posterior do aro. Para batentes altos onde as lentes sejam muito grossas, o montador não consegue empurrar ou esconder a faceta da lente chanfrando ou deitando-a. Ou seja, mesmo que o usuário tenha permitido a elaboração dos óculos, a montagem torna-se impossível, pois é impedida por uma barreira física da própria armação.


Um batente raso também pode acarretar complicações, pois não confere estabilidade o suficiente para que a lente fique “fixa” nos óculos. Embora seja possível este tipo de montagem, o cliente que escolhe uma armação com batente raso deve saber que as lentes ficam mais suscetíveis a se soltarem.


Tamanho das lentes


Os óculos panorâmicos atuais ganharam tamanho maior e usam lentes cujos diâmetros ultrapassam, na maioria das vezes, 75m/m. Se a óptica passa ao cliente um orçamento baseado no preço de lentes prontas, já começou a ter um problema antes mesmo de elas serem confeccionadas, pois lentes prontas só existem com diâmetro de 65 ou 70 m/m e têm preço diferente de lentes surfaçadas.


Além de problemas com orçamento equivocado, o tamanho grande das lentes também ocasiona óculos mais pesados e lentes mais grossas, conforme já citado anteriormente neste artigo. (Lentes positivas tornam-se grossas no lado nasal enquanto lentes negativas tornam-se grossas no lado temporal.)


Distância vértice


Esta é a distância entre o ápice da córnea e a parte mais profunda da lente. Ela deve ser medida por um optometrista ou oftalmologista e é um dos dados utilizados para a confecção dos óculos.


Tanto em lentes positivas quanto em negativas esta medida pode ser indevidamente alterada pela própria curvatura da armação panorâmica, comprometendo o resultado do exame feito anteriormente pelo profissional, e conseqüentemente, resultando em perda de acuidade visual.


É preciso ter cuidado particularmente com usuários com alto ou médio astigmatismo. Embora esta ametropia não possa ser visivelmente exemplificada como os outros casos, o astigmatismo já é, por si só, um fator que dificulta e confecção das lentes. Somada a uma distância vértice incorreta, resulta em maior perda de acuidade visual.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postar um comentário